perspectivas

Segunda-feira, 16 Janeiro 2012

Aristóteles e a natureza da divindade

Filed under: ética,filosofia — O. Braga @ 6:24 pm
Tags:

“De entre os outros seres viventes, cuja natureza é inferior ao homem, nenhum participa de tal designação: um cavalo não é feliz, um pássaro e um peixe também não, nem qualquer outro ser cujo nome não implique participar, na sua natureza, de alguma divindade; contudo, devido a um outro modo de participação em coisas boas, uns levam uma vida melhor e outros uma pior.”

— Aristóteles, “Ética a Eudemo”, 1217 – 30

No ser humano, segundo Aristóteles, o que pode mudar é a natureza da divindade em cuja natureza aquele participa, e é o tipo de divindade — em cuja natureza o Homem participa — que determina uma vida melhor ou uma vida pior.

Quando o dinheiro, por exemplo, é elevado à categoria de divindade, ou o prazer é divinizado em função do dinheiro, entramos em uma ética utilitarista; mas a divinização do dinheiro e do prazer não garante uma vida melhor. Por outro lado, o ser humano é o único ser que pode ser feliz porque pode escolher a divindade em cuja natureza ele participa.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: