perspectivas

Segunda-feira, 2 Janeiro 2012

A nova Constituição da Hungria

Filed under: cultura,Europa,Vamos Endireitar — O. Braga @ 3:28 pm
Tags:

  • Desaparece a designação de “República da Hungria” e o país passa a designar-se apenas “Hungria”.
  • Aparece uma menção explícita a Deus — “Deus abençoa os húngaros”.
  • Estabelece um imposto único de 16% sobre os rendimentos dos cidadãos.
  • A nova Constituição estabelece a punição retroactiva dos responsáveis pelos “crimes comunistas”.
  • A nova Constituição protege o embrião humano, afirmando que se trata de um ser humano em processo de crescimento.
  • A nova Constituição da Hungria estabelece que o casamento não pode ser celebrado senão entre uma mulher e um homem.
Anúncios

5 comentários »

  1. Um ponto de luz no meio da escuridão europeia!

    Gostar

    Comentar por csousa — Segunda-feira, 2 Janeiro 2012 @ 4:06 pm | Responder

  2. Sou monárquico mas defendo a democracia plena, isso inclui a liberdade individual e não descriminação por raça , sexo ou orientação sexual e a secularidade do estado, pelo que nada de acordo com a dita constituição.

    Gostar

    Comentar por João Soares — Segunda-feira, 2 Janeiro 2012 @ 9:43 pm | Responder

    • João Soares: deixemo-nos de palavras-mestras e de slogans: o que é “democracia plena”? Defina-me “democracia plena”.

      E já agora, defina-me “instituição”. O que é uma instituição?

      Quando você me der as definições de democracia plena e de instituição, poderá continuar a comentar aqui. E se não definir estes dois termos, o conteúdo do seu comentário é uma merda.

      Gostar

      Comentar por O. Braga — Terça-feira, 3 Janeiro 2012 @ 11:31 am | Responder

  3. […] de “pílula do dia seguinte” — foi proibida na Hungria por ser inconstitucional. A nova constituição da Hungria foi aprovada em referendo pela esmagadora maioria do povo húngaro. Share this:EmailGostar […]

    Gostar

    Pingback por Pílula abortiva é inconstitucional (na Hungria!) « perspectivas — Segunda-feira, 18 Junho 2012 @ 8:34 pm | Responder

  4. […] Quem ler esta me®dia estará longe de imaginar que exista uma onda de revivalismo de Salazar em Portugal. E estará longe de imaginar porque de facto existe, desde há bastantes anos a esta parte, uma onda de revivalismo de Salazar em Portugal. Só que, na Hungria como em Portugal, essa onda de revivalismo é restrita. Mas o jornal Público faz de conta que o fenómeno é exclusivo da Hungria, porque o problema da Hungria, que os jornaleiros ideológicos do Público não toleram, é a sua nova Constituição. […]

    Gostar

    Pingback por Mais uma vergonha do jornal Público « perspectivas — Terça-feira, 26 Junho 2012 @ 10:20 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: