perspectivas

Sexta-feira, 28 Outubro 2011

O crime compensa, se for de comum acordo

Filed under: economia,Portugal — O. Braga @ 6:30 am
Tags: , , , , ,

Os 50% de perdão da dívida (“haircut”) da Grécia foram voluntários, ou seja, os Bancos e os credores da Grécia estiveram de acordo (pelo menos até agora) em perdoar 50% da dívida grega. Esta anuência [concordância] dos credores é muito importante, porque é em função dela que, provavelmente, a Grécia sairá da crise mais depressa e começará a crescer mais cedo do que Portugal.

A partir do momento em que se verifica o “haircut” voluntário de 50% da dívida da Grécia, o défice anual deste país é automaticamente reduzido, devido à baixa de taxas de juro e a redução de pagamentos da dívida [serviço da dívida], tendo como consequência o aliviar da austeridade na Grécia. Por outro lado, o BCE (Banco Central Europeu) continuará a financiar a Banca grega, segundo os planos assinados com a “troika” para a Grécia.

Provavelmente, a Grécia voltará aos mercados em 2014 — bem antes do “Portugal cumpridor e bom aluno” — com taxas de juro aceitáveis em função da redução de risco de falência (default); e começará então a ter taxas de crescimento interessantes, enquanto Portugal se afundará na letargia económica durante, pelo menos, uma década.

Quando todos estão de acordo, o crime compensa. “Quem não chora, não mama”.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: