perspectivas

Domingo, 24 Julho 2011

A auto-contradição do epicurismo

Filed under: ética,filosofia — O. Braga @ 8:52 pm
Tags: , , ,

O conceito de “ética epicurista” é contraditório nos seus próprios termos.

Se a natureza me dá a conhecer, de uma forma inequívoca e espontânea, o princípio da felicidade que é, também, o fim para o qual esse princípio de felicidade me guia — então, eu não tenho necessidade de uma filosofia para ser feliz. A ética epicurista é anética.

Hegel [“Lições sobre a História da Filosofia”] viu no epicurismo “o pensamento aplicado em manter o pensamento à distância” e, por isso, “comportando-se negativamente contra si próprio”.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.