perspectivas

Quarta-feira, 15 Junho 2011

A dificuldade do conhecimento (1)

A física quântica demonstrou que S. Tomás de Aquino estava certo e que, consequentemente, Siger de Brabante estava errado. Nesta área do conhecimento, já não se trata de admitir diferenças de opinião entre um e outro: objectivamente, Siger de Brabante estava errado pelas seguintes razões:

  • o nosso universo não é eterno; tudo o que tem um princípio é finito;
  • a doutrina da “dupla verdade” — que existia já muito antes de Siger de Brabante, e que este apenas perfilhou — decorre de uma ilusão da percepção humana em relação à realidade específica do macrocosmos.

Porém, é também errado pensar que S. Tomás de Aquino terá adoptado (anacronicamente) uma espécie de “imaterialismo”, tal como podemos encontrar em Ernst Mach ou em Berkeley — aliás, estes dois últimos são mais positivistas do que se possa, à primeira vista, pensar.

A visão de S. Tomás de Aquino acerca da realidade — e surpreendentemente, dado o Tempo em que ele viveu — é quântica no sentido em que ele interpreta, e de uma forma explícita, o macrocosmos como o resultado de um fenómeno entrópico com origem fora da própria realidade macroscópica. S. Tomás de Aquino não nega a realidade material, como o fazem os imaterialistas: apenas a interpreta como uma consequência de uma entropia cujo fundamento está em Deus.

As três dimensões estruturais da realidade — a transcendência, a imanência, e a matéria — já não podem, hoje e de facto, ser vistas separadamente: trata-se de uma evidência que a própria ciência já demonstrou (mas que as elites calam e/ou escamoteiam, porque não convém que os povos saibam).

Naturalmente que a física quântica não entra (nem pode entrar) declaradamente na metafísica, mas a filosofia quântica pode e deve fazê-lo. E é do diálogo entre filósofos e cientistas que, muitas vezes, a própria ciência sai beneficiada.

É assim que, por exemplo, o físico Roland Omnès (que é francamente positivista) chama à dimensão da transcendência, “o abismo” (The Abyss), e mais nada diz sobre o assunto. A noção da existência de um limite permite-lhe intuir que existe algo para além dele; por isso é que Omnès reconhece a realidade de algo para além do limite da imanência quântica; mas como ele é positivista, cala-se. E é também assim que a Summa Theologiæ de S. Tomás de Aquino encontra uma correspondência na filosofia quântica contemporânea.

4 comentários »

  1. «a high proportion of deaths classified as euthanasia in Belgium have involved patients who have not requested their lives to be ended by a doctor.»

    http://www.dailymail.co.uk/news/article-2003280/Organs-people-killed-euthanasia-harvested-transplant-surgery-Belgium.html

    Gostar

    Comentar por a high proportion of deaths classified as euthanasia in Belgium have involved patients who have not requested their lives to be ended by a doctor — Quarta-feira, 15 Junho 2011 @ 11:37 pm | Responder

  2. «Legalised euthanasia has led to a severe decline in the quality of care for terminally-ill patients in Holland, it has been claimed.
    Many ask to die ‘out of fear’ because of an absence of effective pain relief»

    http://www.dailymail.co.uk/news/article-1234295/Now-Dutch-turn-legalised-mercy-killing.html

    Gostar

    Comentar por «Legalised euthanasia has led to a severe decline in the quality of care for terminally-ill patients in Holland» — Quinta-feira, 16 Junho 2011 @ 12:11 am | Responder

  3. As elites calam ou escamoteiam porque como disse e muito bem, se o povo soubesse como são as coisas na realidade, a história do mundo não seria esta.
    Há um poder latente, no interior do complexo bio-psíquico do ser humano, que a ser despertado seria a desgraça das elites monopolistas. Jesus Cristo no seu tempo também ele tinha uma filosofia quântica e sabia que o homem já naquela altura estava preso aos condicionalismos da matéria e das manipulações das elites. Toda a cosmogonia é quântica, e toda a física é quântica e a que não for é uma aproximação.
    A mecânica quântica na sua essência é de base espiritual, transcende os conceitos de espaço-tempo, de objectividade e subjectividade, é não-linear, probabilística e não determinista e reage a qualquer observação que se faça. Ora é evidente e desde há muito que o era, que a mecânica quântica vem repôr o laço que há evos se tinha quebrado entre a ciência e a religião. Muitos autores e investigadores aperceberam-se dessa situação, mas muitos deles prefiriram não enfatizar, receando reacções do establishment materialista.
    Fiquei curioso num dos últimos posts seus em que o O.Braga dizia que ia tenar fazer uma leitura da transcendência de Deus à luz da física quântica. O senhor poderia dizer-me onde poderá ser encontrada essa obra? Muito agradeçido. Cumprimentos.

    Gostar

    Comentar por Skedsen — Quinta-feira, 16 Junho 2011 @ 11:19 am | Responder

  4. “ia tentar fazer uma leitura da transcendência de Deus à luz da física quântica.”

    Eu não conheço nenhuma obra nesse sentido. Naturalmente que se trata de metafísica, e não de ciência; mas não conheço nada escrito sobre esse assunto. O próprio Amit Goswami tem uma visão imanente da divindade. Aquilo que eu conheço sobre a relação entre a filosofia quântica e a metafísica aponta sempre para a imanência oriental.

    Portanto, que eu saiba, não existe nada escrito sobre a transcendência de Deus à luz da filosofia quântica (e não, “física quântica”, porque a ciência não aceita a metafísica).

    Existem, essencialmente as seguintes correntes filosóficas aceites pelos físicos quânticos:

    O agnosticismo filosófico (que acaba por ser uma espécie de filosofia), os construtivistas (como, por exemplo, David Bohm), os espiritualistas (por exemplo, Eugene Wigner), universos paralelos (Everett & Cia Lda), e a descoerência (por exemplo, Roland Omnès).

    Gostar

    Comentar por O. Braga — Quinta-feira, 16 Junho 2011 @ 12:55 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: