perspectivas

Sábado, 12 Fevereiro 2011

Os cristãos do Egipto estão entregues à bicharada islâmica

Filed under: Islamismo — O. Braga @ 12:36 pm
Tags: , , , ,

Para a esmagadora maioria da população islâmica egípcia, os cristãos coptas que vivem no Egipto são Dhimmi. Segundo a lei islâmica (a Sharia), um Dhimmi é um cidadão de segunda classe, e não tem os mesmos direitos de um cidadão muçulmano.

Se o Dhimmi vive em Dar-al-Islam (um país ou território islâmico, como é o caso do Egipto), então ele vive na condição de Mubah (está totalmente à mercê dos crentes islâmicos, não só pessoalmente como os seus bens pessoais). Não pode ascender na hierarquia do poder da governação e de cargos públicos; e paga mais impostos do que um muçulmano.

Porém, se um muçulmano vive em Dar-Al-Harb (território inimigo dos infiéis não-muçulmanos, como é o caso da comunidade islâmica de Lisboa), então é obrigação dos crentes islâmicos de Lisboa, por exemplo, fazer a guerra (Jihad) nesse território inimigo (Dar-Al-Harb) logo que existam condições objectivas que o possibilitem. Para a comunidade islâmica de Lisboa, os portugueses são Harbis — são pessoas que não respondem perante a autoridade islâmica, e os bens e as pessoas do Dar-Al-Harb português são Mubah.

A partir do momento em em que a comunidade islâmica em Portugal atinja uma percentagem da população que ronde os 7 ou 8 por cento, é obrigação dos crentes islâmicos iniciarem uma Jihad (guerra) contra os Harbis portugueses. Repito: é uma obrigação !

Um crente islâmico não aceita o convívio privado nem com os Harbis, nem com os Dhimmi. O convívio com os Dhimmi ou com os Harbis, e a sua comida, é Halal (convívio pecaminoso ou comida pecaminosa). Existe um autêntico apartheid islâmico.

O presidente Mubarak protegeu os cristãos coptas do Egipto. Com a saída dele, os cristãos egípcios são agora Dhimmi e Mubah, ou seja, não têm a mínima hipótese de viver em sossego — mesmo que o Egipto não resvale para um fascismo islâmico comandado pela Irmandade Islâmica.

Uma coisa é certa: se os cristãos coptas egípcios começarem a morrer às mãos dos islamitas, é perfeitamente legítimo que comecemos a expulsar os muçulmanos da Europa para fora — a começar pela comunidade islâmica de Lisboa: que vão fazer o inferno para o Dar-al-Islam ! Quid Pro Quod.

3 comentários »

  1. já mataram cristãos e destruiram mumias.

    Gostar

    Comentar por | — Sábado, 12 Fevereiro 2011 @ 4:38 pm | Responder

  2. Reuters:

    Poll of Egyptians Shows 84% Want Apostates Stoned to Death

    Gostar

    Comentar por anonimo — Sábado, 12 Fevereiro 2011 @ 7:04 pm | Responder

  3. Wow, Orlando, este post vai directamente para o topo da minha lista “Como ser incorrecto, racista e islamofóbico em menos de 20 linhas” ! 😀

    PS: Sim, para os marxistas culturais ser contra a religião islâmica (não contra as pessoas) é “racismo”.

    Abr.

    Gostar

    Comentar por Mats — Domingo, 13 Fevereiro 2011 @ 1:02 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: