perspectivas

Sexta-feira, 19 Fevereiro 2010

O polvo com cérebro em José Sócrates, e os fortes indícios de crime de atentado contra o Estado de Direito

José António Saraiva escreve na edição do SOL de hoje:

Clique

« (…) criou-se na comunicação social um ambiente de medo, decorrente de três factores: ameaças às empresas de mídia de cortes no financiamento bancário, distribuição desigual de publicidade por parte do Estado e pressão política sobre os accionistas.

Em ambiente de crise económica e financeira, estes três factores fabricaram um cocktail explosivo.

  1. Bancos próximos do governo ameaçaram dificultar o acesso ao crédito a empresas proprietárias de órgãos de comunicação que se mostrassem rebeldes em relação ao Poder;
  2. Divulgou-se a ideia de que o governo (e empresas públicas dele dependentes) discriminaria negativamente, em termos de publicidade, os órgãos de comunicação que o criticassem;
  3. Houve chantagens sobre accionistas de meios de comunicação social, ameaçando-os com dificuldades na sua vida empresarial (mesmo fora da área dos mídia) caso os meios dos quais eram sócios se “portassem mal”. »

Os “Bancos próximos do governo” são aqueles que se encontram nessa categoria ou por serem geridos por pessoas da confiança política de José Sócrates (como é o caso de Armando Vara no BCP), ou por pertencerem ao Estado (como é o caso do maior Banco português, a CGD), ou por terem interesses nas grandes obras públicas anunciadas por José Sócrates (como é o caso do BES). O polvo socratino serviu-se da manipulação da própria Banca privada para cometer um crime de atentado ao Estado de Direito quando pretendeu limitar a liberdade de imprensa em Portugal.

6 comentários »

  1. Bom dia!
    Levei ‘emprestado’ para o ‘Oeiras Local’.

    Gostar

    Comentar por Isabel Magalhães — Sexta-feira, 19 Fevereiro 2010 @ 11:59 am | Responder

  2. Ora aqui estou a acompanhar na SIC Notícias as explicações do “Robalo”!
    Mete os pés pelas mãos,contradições, mentiras, (ele tem a função suspensa, mas não os deveres)
    É o cumulo do absurdo!
    Estejas bem amigo
    Beijos

    Gostar

    Comentar por Ashera — Sexta-feira, 19 Fevereiro 2010 @ 12:53 pm | Responder

  3. As pessoas não conseguem viver socialmente sem o senso-comum, elas não vivem sem definir constantemente o que é certo e o que é errado.
    As máscaras só provocam mal-estar e mal-entendidos.
    Tudo tem um propósito e uma desilusão traz consigo no mínimo, o fruto da aprendizagem e da experiência.
    Fazer o que nos dita a consciência é o caminho, único e muito individualizado.
    Cada um tem o seu.

    Gostar

    Comentar por Mário Ventura de Sá — Sexta-feira, 19 Fevereiro 2010 @ 11:38 pm | Responder

  4. @ Mário:

    Estou de acordo com a ideia de que “cada um tem o seu caminho”, o que não significa que “cada um tenha a sua verdade”, ou melhor, que existam tantas verdades quanto os seres. Vc não afirmou o contrário disto, mas eu achei por bem acrescentar.

    http://wp.me/p2jQx-42c

    Gostar

    Comentar por O. Braga — Sexta-feira, 19 Fevereiro 2010 @ 11:57 pm | Responder

  5. Orlando;
    O termo ” cada um tenha a sua verdade ” é relativo.
    O que é a verdade afinal? Quantas vezes já fizemos fé em coisas que mais tarde descobrimos serem diferentes daquilo que pensávamos?
    O que há de mais magnífico numa tempestade é percebermos que podemos ser mais fortes do que ela! E podemos mesmo, usando discernimento, serenidade e inteligência.
    O que eu penso é que vivemos em overdose de informação desnecessária e invasiva como um tumor maligno.
    Andámos um longo caminho. O problema é que destruímos e substituímos tudo o que estava para trás e algumas das coisas que destruímos precisamos delas.
    A decência e a honra.
    É tempo de fazer escolhas, mas escolhas convictas.

    Gostar

    Comentar por Mário Ventura de Sá — Sábado, 20 Fevereiro 2010 @ 1:09 am | Responder

  6. Orlando;
    Fora do contexto – ” http://wp.me/p2jQx-42c ” é do blog do nosso comum amigo Isaias.
    Escrevo lá com certa regularidade.
    Um abraço

    Gostar

    Comentar por Mário Ventura de Sá — Sábado, 20 Fevereiro 2010 @ 1:29 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: