perspectivas

Quarta-feira, 27 Janeiro 2010

O exorcismo de Joana Amaral Dias

Filed under: cultura,religiões políticas — O. Braga @ 5:47 pm
Tags: , , ,

Ela lançou um livro em que fala de algumas personalidades históricas com perturbações mentais. Não li o livro, mas pelo que ouvi ontem dela na RTP2, tenho dúvidas quanto ao diagnóstico por ela feito em relação a D. Afonso VI; pelo que se sabe da História, aos 18 anos o rei tinha a idade mental de 12 anos. No caso dele, não se tratou de uma perturbação mental no sentido psiquiátrico e passível de ser tratada com químicos ou psicanálises, mas de uma deficiência mental no sentido biológico e/ou genético. O rei D. Afonso VI era um retardado mental no sentido literal do termo; nem sequer foi capaz de acasalar com a sua esposa, a belíssima e sensualíssima D. Maria Francisca de Sabóia que acabou por perder a virgindade com o irmão do rei, o príncipe D. Pedro, futuro rei D. Pedro II de Portugal.

Contudo, é interessante ver como uma psiquiatra de esquerda escreve sobre as anomalias psíquicas de Antero de Quental ― na minha opinião, o maior filósofo português do século XIX e um dos maiores do século XX ―, ou de Fernando Pessoa, ao mesmo tempo que alinha com as sucessivas retiradas das parafilias de dentro do dicionário da psiquiatria moderna. É assim que uma psiquiatra marxista se exorciza: Fernando Pessoa era maluco, mas uma feminista abortista é a pessoa mais normal do mundo; Antero de Quental era um bipolar, mas um indivíduo que se promiscui na escuridão de uma sauna gay é normalíssimo. É assim que a psiquiatria se transforma em prestidigitação, ou numa espécie de vodu espanta-fantasmas do “progressismo” gnóstico.

Anúncios

1 Comentário »

  1. É assim,este “entulho do esquerdalhame apátrida” acha-se o supremo e derradeiro “grau” da evolução do pensamento humano,com eles a história acaba,eles não se acham Deus na terra ,eles são Deus…,por isso arvoram verdadeiras lições de moralidade e de julgamentos “devidamente distorcidos à esquerda” sobre personagens maiores da nossa história e da humanidade.Este “entulho”,não posso definir isto de “gente”,porque estas personagens de gente não têm nada,não mereçem um resquício de credibilidade,”entulho” que define um grandioso Fernando Pessoa como “maluco”, e uma figura do calibre de Antero de Quental de bipolar, não mereçe o mínimo respeito.Gostaria de perguntar a “esse entulho demagógico” quais os resultados “positivos” da revolução Bolchevique de 1917?,e,o que é que a humanidade ganhou ou avançou ,com a difusão de tais ideologias!?,quais são os grandes avanços do “progressismo gnóstico”?

    Gostar

    Comentar por Luis Ribeiro — Quarta-feira, 27 Janeiro 2010 @ 8:17 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: