perspectivas

Quinta-feira, 31 Dezembro 2009

A inversão socialista dos valores e das prioridades

Depois da crise de 1755 que assolou Lisboa e grande parte do país, o Marquês de Pombal proferiu a célebre frase: “É preciso enterrar os mortos e cuidar dos vivos”.

No seguimento da crise sistémica que assola Portugal, José Sócrates e Almeida Santos dizem-nos, simbolicamente: “É preciso enterrar os vivos e cuidar dos mortos”.

Mário Crespo explica aqui a lógica niilista da esquerda portuguesa.


A ler: O que é a mente revolucionária?

1 Comentário »

  1. Boa!

    Gostar

    Comentar por Urso — Quinta-feira, 31 Dezembro 2009 @ 7:50 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: