perspectivas

Segunda-feira, 28 Dezembro 2009

Climategate: uma discussão académica sobre a maior fraude de sempre

“A crippled man, however, does not cease to be a man.

Spiritual obscurantists, or anithumanistic utilitarians, are not animals; they continue to function as humans. Still, they can no longer solve human problems rationally, or on the basis of the spiritual experiences the possession of which characterizes mature man.

Hence there appear the curious transpositions of the problems of mature Western civilization to the new level of utilitarian immaturity.”

Eric Voegelin (“Positivism and Its Antecedents”)

Esta polémica é absurda, por três razões essenciais:

  1. Sempre existiram alterações climáticas no planeta; o clima nunca foi sempre o mesmo.
  2. Um eventual aquecimento global ― ou um arrefecimento global ― depende quase exclusivamente da actividade solar (Sol).
  3. A actividade humana contribui com menos de 4% dos gases de efeito de estufa, o que significa que cerca de 96% dos gases de efeito de estufa têm origem na própria natureza (vapor de água a partir dos oceanos, actividade vulcânica, etc.)

A teoria do “aquecimento global antropogénico” (AGA) tem raízes ideológicas extremistas, ao mesmo tempo que é um enorme negócio fraudulento ― e, por isso, é imoral nestas duas dimensões (ideologia e negócio).

A ideologia que está na base do AGA consiste na implementação de um princípio de governo mundial, que tem uma forte marca utilitarista e mesmo anti-humanista. Esse utilitarismo exacerbado é partilhado tanto pela nata da plutocracia internacional como pela esquerda neomarxista (les bons esprits se rencontrent) , tendo como base as teorias eugenistas e anti-humanistas de personalidades como Peter Singer, Julian Savulescu ou James Lovelock.

O abortismo, a eutanásia, e mesmo o infanticídio utilitarista (que já se pratica na Holanda) servem ambas as agendas políticas de plutocratas e neomarxistas, por razões diferentes:

  • para os primeiros, trata-se de eliminar a pobreza no terceiro mundo pela via radical do aborto sistémico nos países pobres, e do controlo dos pobres do mundo através da implementação de uma política internacional de “um filho por casal”, como já acontece na China;
  • para os segundos, trata-se de animalizar o ser humano para melhor o poder controlar ― e essa animalização passa pela dessacralização da vida humana.

Por detrás dos apelos às massas através dos me®dia controlados pela plutocracia e onde os “jornaleiros” neomarxistas assumem um papel proeminente, existe uma propaganda de uma religião gnóstica com todas as características medievais do gnosticismo ― messianismo, milenarismo, imanentização da escatologia cristã, o pecado original do homem que polui, naturalismo mais ou menos panteísta.

O negócio é evidente, com as trocas ― e mesmo cotações de valores em dinheiro ― das quotas de CO2 entre os diversos países, criando-se uma super-estrutura de jobs for the boys na “ciência” e na burocracia da ONU, criando-se um imposto internacional (que é o princípio da Nova Ordem Mundial gnóstica) e uma polícia internacional, à custa de um alegado aquecimento global (ou alterações climáticas) por culpa do Homem, que não existe.

3 comentários »

  1. Absolutamente de acordo! Tanto no resumo da questão como no absurdo da longa discussão entre Delgado Domingos e Miguel Araújo.

    Gostar

    Comentar por Henrique — Segunda-feira, 28 Dezembro 2009 @ 10:28 pm | Responder

  2. acerca do aquecimento global, tenho a comentar que, a materia aqui apresentada e de grande interesse para os apreciadores deste assunto polemico.
    sobre meu ponto de vista, o aquecimento global e visto e tido como grande fonte de rendimento para os cientistas, mas eu queria deixar no ar a questao a seguir.
    se a africa e o continente menos industrializado no mundo, porque e que o famoso aquecimento global faz se sentir mais neste continente enquanto que nao emite tantos gases para atmosfera? tenho mais assunto por comentar mas prefiro parar por aqui, deixando no ar para a partilha a questao por mim apresentada.

    Gostar

    Comentar por Reginaldo — Quinta-feira, 7 Janeiro 2010 @ 9:00 am | Responder

  3. Muito bem colocado. Se tiver interesse, aprofundei o estudo da fraude climática em meu blog “Um Lugar Para Escrever” – http://aventoe.wordpress.com/2010/01/10/a-maior-fraude-da-historia/

    Gostar

    Comentar por Aventoe — Domingo, 21 Fevereiro 2010 @ 1:59 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: