perspectivas

Quarta-feira, 9 Setembro 2009

Como identificamos, hoje, o gnosticismo?

Filed under: cultura,filosofia — O. Braga @ 9:33 am
Tags: , , ,

uroboro

A única forma de corrigir, até certo ponto― e partindo sempre do princípio de que a natureza humana nunca mudará ―, as injustiças da História, é através da formação integral do individuo e do seu reconhecimento como agente singular na sociedade. A formação integral do indivíduo pressupõe a sua valorização em todas as vertentes, que inclui a espiritualidade e a transcendência da alma inerente à estrutura da realidade. O gnosticismo faz exactamente o contrário disto: pretende a criação de uma elite (profetismo político) que neutralize o indivíduo diluindo-o numa sociedade totalitária e colectivizada.

As características do elitista gnóstico (o novo profeta) podem ser resumidas em seis pontos:

  1. O gnóstico rejeita a realidade tal como se lhe apresenta, e através da desconstrução da História, rejeita a própria História. Ele rejeita a desigualdade natural inerente à condição humana, o que significa que ele rejeita a própria condição humana. Baseando-se nesta rejeição radical, o gnóstico acredita que a natureza humana pode ser modificada através do conhecimento (gnose) científico positivista.
  2. O gnóstico atribui a responsabilidade dos problemas da humanidade exclusivamente à economia e à política. Através desta crença, o gnóstico eleva a política ao estatuto de ciência através da qual a natureza humana pode ser modificada.
  3. O gnóstico acredita que a humanidade pode ser salva das tribulações mundanas exclusivamente através da ciência (gnose) e da técnica.
  4. O gnóstico acredita que a salvação do Homem é possível através do processo histórico, cujo conteúdo é compreendido por uma pequena elite. Augusto Comte inventou a “lei imutável da História”, de acordo com a qual existem três épocas históricas de evolução humana ― segundo a profecia de Joaquim de Fiore ―, sendo que a última época seria a científica. O nazismo repescou essa ideia de Comte através do Terceiro Reich. Na terceira época ou época científica, as massas seriam conduzidas por uma elite intelectual e científica por meio de um sistema totalitário.
  5. O gnóstico acredita que ao ter descoberto o “segredo do significado da História”, descobriu o determinismo absoluto da História, e em consequência ele pode controlar o processo histórico através de meios políticos e económicos.
  6. O gnóstico acredita que a salvação do Homem, a perfeição das relações sociais e do comportamento humano, e a alteração da natureza humana, são possíveis através da acção humana restrita ao planeta Terra e sem recurso a uma ética e moral transcendentes. Para tal, o gnóstico defende a repressão da afirmação individual do ser humano como forma de atingir esse desiderato do paraíso na terra.

Eric Voegelin escreveu (Nova Ciência da Política) :

«A clausura da alma no moderno gnosticismo permite reprimir a verdade da alma, assim como as experiências que se manifestam na filosofia e no cristianismo, mas não pode eliminar a relação da alma e da sua transcendência em relação à estrutura da realidade.

(…)

A obsessão em substituir o mundo da realidade por um mundo transfigurado pelo sonho tornou-se a obsessão de um mundo no qual os sonhadores adoptam o vocabulário da realidade, ao mesmo tempo que mudam o seu significado, como se o sonho fosse a realidade.»

Anúncios

1 Comentário »

  1. Resumindo: o gnóstico é irracional e nada filosófico.

    Gostar

    Comentar por Carlos Pires — Quarta-feira, 9 Setembro 2009 @ 11:22 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: