perspectivas

Segunda-feira, 6 Julho 2009

O caso dos dois polícias baleados na Amadora

Mais dois polícias baleados, desta vez na Amadora. Através dos me®dia não ficamos a saber quem são os criminosos; não convém que se saiba, desta vez ― embora ao que parece sejam brancos ―, porque para a próxima podem ser ciganos ou pretos. Não convém que se saiba se saíram da pildra há pouco tempo por comutação de pena; não convém que o povo saiba. Não interessa que o povo venha a saber coisas como a que que escrevi aqui em Setembro de 2008:

Um advogado da zona do Grande Porto foi vítima de “car-jacking”: tipos encapuchados, com arma apontada, “sai do carro já!”, etc..

O advogado faz queixa na PJ. De lá disseram-lhe para se dirigir a um determinado colega de profissão, sem mais explicações. O advogado lesado dirigiu-se ao tal colega e foi-lhe garantida a devolução do carro no dia seguinte, o que veio a acontecer.

Há muita coisa que a polícia sabe e não pode fazer nada porque a lei não protege os cidadãos nem a polícia. Com as fronteiras escancaradas devido a Schengen, as leis fabricadas pelo regime têm um pendor esquerdista e determinístico que retira ao criminoso a faculdade do livre-arbítrio.

1 Comentário »

  1. […] […]

    Gostar

    Pingback por Dois polcias baleados - Page 5 - Chupa-mos.com — Segunda-feira, 6 Julho 2009 @ 9:19 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: