perspectivas

Segunda-feira, 11 Maio 2009

Cavaco Silva afirmou o seu apoio à entrada da Turquia na União Europeia

Filed under: Europa,Islamismo — O. Braga @ 8:06 pm
Tags: , ,

Quando os seus conterrâneos perguntaram a Xenófanes se deveriam oferecer sacrifícios e lágrimas por Leucoteia, ele respondeu com ironia: “Se a julgais uma deusa, não deveis chorá-la; se a não julgais como tal, não deveis oferecer-lhe sacrifícios”. Se o Tratado de Lisboa não é para ser aplicado, não concordo com a entrada da Turquia na UE; se é para ser aplicado, já concordo com a Turquia na UE, porque a sua entrada será certamente o princípio do fim da União Europeia.

Eu até percebo que Cavaco Silva defenda a adesão da Turquia à UE, com os seus 80 milhões de devotos muçulmanos. Cavaco teve uma educação tradicional que incluiu a religião. A adesão de 80 milhões de muçulmanos na UE não é coisa pouca para quem defende o ateísmo de Estado, como Mário Soares, Zapatero, Tony Blair e Gordon Brown, etc.. A ideia de que é possível transformar o Estado turco num Estado ateu, é delírio de revolucionário.

Com 80 milhões de muçulmanos na UE, deixa de existir um denominador comum dos países que compõem a UE, que consiste na sobreposição do leviatão europeu ao Império Romano, não só geograficamente, como culturalmente ― incluindo o factor essencial que é a herança cultural do Cristianismo.
Já estou como Xenófanes: é para aplicar o Tratado de Lisboa? Sim? Então venha de lá a Turquia, para a malta se divertir um pouco com as argoladas dos políticos e com o desmoronar do leviatão.

2 comentários »

  1. Caro Sr.Braga,

    São tantos os motivos para atrasar a entrada desse mastodonte islamisante que so os americanos vêm como europeu:

    – A aberração cultural e histórica de um pais que não têm nada em comum com os 27 membros da UE.
    – A aberração geográfica da UE que logo se tornara fronteiriça de países como o Irak, o Irão, a Syria….Seguindo essa lógica de expansão, pro-americana diga-se de passagem, porque não expandir as fronteiras da união até ao Afganistão/Pakistão?!
    – A maioria que passaram a constituir os deputados turcos no parlamanto europeu
    – O não reconhecimento de um estado membro da UE como Chipre da Turquia
    – A lei penal sancionando o revisionismo da visão nacional turca sobre a inexistência de um qualquer genocídio do povo arménio (1-2.000.000 de mortos…)
    http://news.bbc.co.uk/2/hi/europe/7040171.stm
    – O islâmismo recrudescente incentivado inclusive pelo próprio parlamento turco (veja-se o caso da abrogação da proibição para as mulheres de usarem o véu islâmico dentro das universidades)
    – A condição e os direitos da mulher em geral nesse pais.

    Cpts

    Gostar

    Comentar por D — Terça-feira, 12 Maio 2009 @ 2:50 am | Responder

  2. *Ressalvo:

    – O não reconhecimento de um estado membro da UE como Chipre por parte da Turquia

    Gostar

    Comentar por D — Terça-feira, 12 Maio 2009 @ 2:51 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: