perspectivas

Sexta-feira, 10 Outubro 2008

Zeitgeist Addendum

Filed under: Política — O. Braga @ 9:16 pm
Tags: , ,

A saga do Zeitgeist continua, desta feita com uma adenda. Podem ver o filme aqui, mas o melhor será baixarem o dito para o V/ computador, porque tem 3 horas de visionamento.

Depois de todo um conjunto de argumentos contra o capitalismo, o que o filme não diz é qual é a solução. A isto chama-se “Teoria Crítica“, segundo o marxismo cultural (ou Utopia Negativa): critica-se tudo e todos até à exaustão, mas depois não se apresentam as propostas que estão escondidas na manga, talvez porque essas propostas alternativas possam ser ainda piores do que o objecto de crítica.

O que eu queria saber é o que os autores esclarecidos do filme propõem como alternativa ao famigerado capitalismo; queria saber, mas não me disseram.

8 comentários »

  1. A solução dada pelo filme é acabar com o sistema falido que usamos hoje e passar a usar outro baseado em recursos.

    Gostar

    Comentar por Wellington — Segunda-feira, 13 Outubro 2008 @ 12:23 pm | Responder

  2. @Wellington: “passar a usar outro baseado em recursos” ? Vamos deixar-nos de evasivas e dizer claramente o que é isso de “passar a usar outro baseado em recursos”.

    Gostar

    Comentar por O. Braga — Segunda-feira, 13 Outubro 2008 @ 1:15 pm | Responder

  3. Sistema baseado em recursos significa um sistema em que a cédula monetária não existe e todos os recursos existentes estariam disponíveis a todas as pessoas.

    Gostar

    Comentar por Carlos — Quinta-feira, 16 Outubro 2008 @ 8:45 am | Responder

  4. Ahhh!!! Entendo! O recurso à troca directa de bens! Retorno à pré-história; é isso? Desde o tempo dos egípcios na Antiguidade que existe a moeda cunhada (3.000 anos antes de Cristo); os primeiros Bancos existiram entre os Sumérios cerca de 2.000 anos antes de Cristo. Será que teremos que voltar ao tempo do Neanderthal?

    Gostar

    Comentar por O. Braga — Quinta-feira, 16 Outubro 2008 @ 9:11 am | Responder

  5. Caro O. Braga,
    O sistema baseado em recursos não é troca direta de bens porque nele não há propriedade da forma como conhecemos.
    O sistema monetário atual e o conceito de propriedade vigentes é uma forma inferior de escambo, pq dá margem para que os grandes bancos emprestem dinheiro que não tem, portanto, imprimindo dinheiro com lastro em promessas, aliás no 1º zeitgeist tem detalhado que na nota de dólar estava escrito o valor da fração correspondente à mesma no tesouro e que a mesma poderia ser resgatada em metal ouro ou prata, e depois da grande depressão passou a ser apenas um papel sem uma garantia de equivalência em qualquer substância física.
    Esse sistema foi ditado pelo deus minerador e cobrador de impostos dos sumérios que é o mesmo deus dos hebreus e portanto o mesmo deus dos cristãos. Você crê realmente que o Criador de Todas as Coisas é esse mesmo deus que cobra dízimo e declara guerras? pq o ouro está escondido? o q estão fazendo com ele? R: Estão guardando pra “jeová”. Enquanto isso o povão passa fome, e tem q se trancar dentro de casa de medo dos bandidos que são sistematicamente criados pelos detentores das informações e do ouro para que as pessoas pensem como você, ou seja, NÃO PENSEM. E dessa forma eles vão guardando cada mais ouro e vc achando que está muito evoluído trabalhando em troca de um pedaço de papel.

    Gostar

    Comentar por Carlos — Quinta-feira, 16 Outubro 2008 @ 11:28 am | Responder

  6. Esse sistema foi ditado pelo deus minerador e cobrador de impostos dos sumérios que é o mesmo deus dos hebreus e portanto o mesmo deus dos cristãos.

    Vc está completamente enganado. Um dos problemas entre a Igreja católica medieval e os Templários e os judeus, era a cobrança do JURO bancário. Por causa da Igreja Católica não concordar com o juro bancário, Lutero fez a Reforma. Não meta o cristianismo todo nessa merda aí!

    pq dá margem para que os grandes bancos emprestem dinheiro que não tem, portanto, imprimindo dinheiro com lastro em promessas,

    Até há bem pouco tempo, o sistema financeiro que suportava a moeda era baseado no ouro que o Banco Central de cada país tinha em reserva. Quanto mais ouro tivesse um país em reserva, mais valorizada era a moeda — não era o factor único, mas era um factor importante.
    A alteração substancial para o que Vc chama de “escambo” começo com o pós-modernismo (anos sessenta), com a sociedade de consumo, e acentuou-se com nos anos setenta com a celebração política de Hayek.
    Agora: Vc não pode colocar tudo no mesmo saco, que é exactamente o que o filme faz: junto com o neoliberalismo, condena a economia privada, o capitalismo e o liberalismo clássico de Adam Smith. A merda do filme é marxista, e o marxismo é “chão que deu uvas”.

    Gostar

    Comentar por O. Braga — Quinta-feira, 16 Outubro 2008 @ 2:03 pm | Responder

  7. Até antes de romperem com Jacque Fresco, eles apresentavam o The Venus Project como alternativa que é, mais ou menos, como um computador central controlando tudo.

    Gostar

    Comentar por Cinéfilo Realista (@cinefrealista) — Sexta-feira, 15 Setembro 2017 @ 8:00 pm | Responder

  8. Eles diziam que a solução era o Projeto Vênus, mas brigaram com o Jacque Fresco. Depois, passaram a defender uma EBR – Economia Baseada em Recursos, que é uma utopia. Na verdade, um comunismo dirigido por um computador central.

    Gostar

    Comentar por Denis Camursa — Domingo, 27 Outubro 2019 @ 2:19 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: