perspectivas

Sábado, 12 Janeiro 2008

A minha leitura em diagonal do Zeitgeist

Filed under: Religare — O. Braga @ 6:57 am
Tags:

As pessoas não acreditam que alguém possa ter a capacidade da “leitura diagonal”, seja de um livro, seja de um filme ou outra obra. Por exemplo, Álvaro Cunhal tinha essa capacidade desenvolvida de uma forma particular, que lhe permitia assimilar uma ideia de um texto compacto e longo em muito pouco tempo. A “leitura diagonal” tem muito de aliança entre a lógica empírica, a inteligência e o instinto.

Eu tenho sido aqui e aqui acusado sistematicamente de não ter visto totalmente o documentário Zeitgeist e de ter feito uma “leitura diagonal”, e de elaborar, por isso, juízos de valor errados. Jay Kinney é um escritor americano que viu o documentário todo e que faz aqui uma análise ao Zeitgeist, que diga-se, não tem um autor assumido, isto é, ninguém ainda deu a cara pela autoria do documentário – penso que só este facto diz muita coisa em relação à credibilidade do filme.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: