perspectivas

Quarta-feira, 7 Novembro 2007

A prioridade de Sócrates na Saúde: a “vacina lésbica”

O recente anúncio do governo de Sócrates da gratuidade da “vacina lésbica” contra o cancro no colo do útero, paga por todos os contribuintes, deveria ser explicada aos portugueses de uma forma correcta e precisa.

O “cancro no colo do útero” é provocado por um vírus, de seu nome Papillomavirus Humano (HPV). Este vírus é transmitido por via do contacto sexual e a doença é incurável. Os preservativos não evitam, de forma nenhuma, e mesmo que usados regular e correctamente, a transmissão do HPV, porque o vírus se transmite por simples contacto com a pele, isto é, não adianta usar o preservativo, porque é o comportamento sexual promíscuo – que é uma característica das lésbicas – que dita a morte precoce.

A transmissão do HPV em raparigas com idades cada vez mais jovens é devida à crescente promiscuidade bissexual existente na nossa sociedade (sendo que o bissexualismo é forma mais eficaz encontrada pelos ideólogos gays para realizar a celebração política gay na nossa sociedade), e não existem garantias de que a vacina contra o HPV seja eficaz a 100%.
Estima-se que num período de 5 anos, a sociedade europeia em geral tenha uma incidência de HPV em mulheres na ordem dos 95 porcento da origem de todos os cancros do colo de útero, se não existirem medidas de sensibilização para a reserva sexual e contenção na troca de parceiras, principalmente nas lésbicas e mulheres bissexuais. Não adiantam as vacinas, nem os preservativos: “tirem o cavalinho da chuva”, porque não há vacina que resolva o enorme problema de saúde pública que constitui a cultura gay.

Nos Estados Unidos, morrem anualmente 10.000 mulheres devido ao HPV que está na causa do cancro no colo do útero, e os cientistas americanos chegaram à conclusão que a vacina é ineficaz porque tem uma validade limitada, na medida em que as pessoas continuam a manter o seu estilo de vida sexualmente promíscuo. Não adianta tomar uma vacina hoje contra o HPV, e continuar a ter um comportamento sexual promíscuo nos próximos 20 anos, porque as vacinas não são eternas se nos engajarmos continuamente em comportamentos de risco (até porque os vírus mudam de comportamento e adaptam-se aos tratamentos e às vacinas); é dinheiro deitado à rua, e dinheiro dos nossos impostos.

As perguntas que faço são as seguintes:

  • Não existem prioridades mais prementes na área da Saúde para se gastar o dinheiro que é escasso?
  • Porque é que o governo de José Sócrates não diz às portuguesas uma coisa tão simples quanto isto: “tentem estabilizar os vossos relacionamentos sexuais de forma a evitar a propagação de pandemias mortais”? Terá medo de ofender o lobby gay?
  • E porque é que José Sócrates cede, mais uma vez, ao lobby gay, atribuindo vacinas caríssimas grátis e ineficientes a longo prazo, no sentido de tentar remediar as doenças causadas pela promiscuidade sexual homossexual e bissexual, em vez de financiar uma melhor saúde para os idosos ou para as crianças?
  • Porque é que a “vacina lésbica” e o aborto são grátis (pagos por todos nós), e cerca de 600.000 idosos estão em listas de espera de 6 meses e mais para uma simples consulta no SNS? Porque é que o governo anuncia o início da “vacina lésbica” grátis para o período eleitoral em 2008? Porque é que Cavaco Silva não demite sumariamente este governo e dissolve esta maioria de um só partido?
  • Porque é que junto com a medida da “vacina lésbica” grátis e paga com o nosso dinheiro, vem um anúncio demagógico de uma pequena amostra de benefícios formais restritos na área da odontologia para crianças? Será para tentar disfarçar a medida da “vacina lésbica” grátis? José Sócrates quer enganar quem? Pois que vá enganar a pata que o pôs, porque a mim não me engana! Este primeiro-ministro já mete nojo aos cães.
  • Porque é que José Sócrates não fala claro e diz a verdade, assumindo o seu comprometimento pessoal com a Agenda Gay, Pedofilia & Cia Lda?
  • Porque é que os técnicos de saúde do Estado se calam e alinham passivamente na política deste governo? Será por medo?
  • Porque é que eu tenho que pagar a irresponsabilidade das quecas dos outros, quando essas quecas não contribuem para o financiamento futuro do sistema de segurança social (as crianças; o futuro são as crianças) da nossa sociedade?

Porque é que, desgraçadamente, eu tenho que levar com este primeiro-ministro? Que mal fiz eu a Deus?


Adenda:

Recebi o seguinte comentário relativo a este postal, como segue:

orlando es mm otario! o cancro do utero é transmitido pelos homens!as mulheres!ve se aprendes a ouvir ea ler talvez te tornes um pouko intelignte..o k parece ser dificil..

(assina) susy loirakida21@hotmail.com IP 92.250.38.27

Aconselho a grande vaca que escreveu esse comentário a consultar o google, nomeadamente esta página:

The types of HPV that infect the genital area are spread primarily through skin-to-skin contact during sex. An infected person rubs against the skin of an uninfected person and transfers the virus. Almost all cases of HPV are spread through vaginal or anal intercourse. In rare cases, it may be spread through oral sex.

Genital HPV is not always spread through penetrating sex. Some studies have shown that in female virgins, HPV may be spread through nonpenetrating sexual contact.

Between 30 and 40 different types of HPV can be spread through genital contact. Some will cause symptoms, including genital warts (venereal warts). Most HPV infections, however, have no signs or symptoms, so most infected people have no idea. Even if the infected person has no symptoms, he or she can transmit HPV to a sexual partner.

HPV infections usually are not limited to the penis or the vagina. The infection can occur on the skin in the genital area, such as the scrotum, vulva, anus, or the skin between the anus and the genitalia.

Ver também: http://cancer.about.com/od/hpv/f/leabianHPV.htm

Portanto fica esclarecida a puta da lésbica que escreveu o dito comentário.

6 comentários »

  1. “Porque é que o governo de José Sócrates não diz às portuguesas uma coisa tão simples quanto isto: “tentem estabilizar os vossos relacionamentos sexuais de forma a evitar a propagação de pandemias mortais”? Terá medo de ofender o lobby gay?”

    De nenhuma forma… eu, que nem sou gay, gosto que as mulheres não tenham estabilizado os seus relacionamentos sexuais…

    “cerca de 600.000 idosos estão em listas de espera de 6 meses e mais para uma simples consulta no SNS?”

    É um escandalo mas que não em nada a ver com o problema anterior.

    Se o Governo poupasse nos 4 milhões de Euros diários com que contribuí para o Orçamnto da União Europeia tinha meios para resolver todosestes problemas.

    Gostar

    Comentar por O Raio — Quinta-feira, 8 Novembro 2007 @ 7:21 pm | Responder

  2. O problema é que a gente gosta (e até os bichinhos gostam) e depois o HPV anda à solta a matar mulheres. O vírus é transmitido tanto pelo homem à mulher, como de mulher a mulher. Dada a incidência do HPV em lésbicas, verificada nos EUA, é considerado o STD mais vulgar nas lésbicas, por isso lhe chamei de “vacina lésbica”, e só por isso.

    Num país com fracos recursos para a Saúde, têm que existir prioridades. As prioridades de José Sócrates não me agradam. Ponham a vacina disponível a “pagantes” para quem gosta de assumir riscos decorrentes do seu estilo de vida.

    Gostar

    Comentar por Orlando — Sábado, 10 Novembro 2007 @ 7:49 pm | Responder

  3. Exmos senhores,

    Uma vez que todos temos direito a exprimir a nossa optiniao, venho de alguma forma exprimir a minha, sob pena deste comentario nao ser publicado.

    Entao passo a explicar:

    De acordo com estudos epidemiológicos, 50% das mulheres que estão a ficar sexualmente activas irão contrair uma infecção genital por VPH durante os próximos dois anos. Não sendo assim, uma doença com base em opçoes lesbicas ou permiscuas.

    O cancro é uma doença que mais mata as mulheres em portugal (com todas as orientaçoes sexuais) destacando-se o cancro do colo do utero. Assim, peço a V. Exas. que antes de falarem sobre a necessidade de comparticipar, e sobre outras prioridades, pensem nessas estatisticas.

    Atenciosamente,
    Uma leitora atenta.

    Gostar

    Comentar por Cátia — Segunda-feira, 12 Novembro 2007 @ 9:16 pm | Responder

  4. @ Catia : O VPH propaga-se devido à promiscuidade sexual. A política cria mitos que pretendem ir de encontro às aspirações das pessoas, entrando no facilitismo irresponsável. Por exemplo, está cientificamente provado e mais que provado que o uso do presevativo só é eficiente na prevenção da SIDA em cerca de 50% dos casos, porque seria necessária a utiliziação SISTEMÁTICA e CORRECTA do preservativo. Andamos-nos a enganar uns aos outros.
    O HPV está na origem da maioria dos casos de cancro no colo do útero, mas não só: o chamado “cancro da cervical” das mulheres também mata por via do HPV. Uma vacina que tem uma validade de 5 anos e que custa mais de mil euros, é um mito moderno, uma manobra política, uma desonestidade. O que os políticos deveriam dizer às mulheres e aos homens: estabilizem os vossos relacionamentos sexuais. Isto sim, seria honesto.

    Gostar

    Comentar por Orlando — Terça-feira, 13 Novembro 2007 @ 6:08 pm | Responder

  5. Vc , realmente, tem qualquer coisa contra as mulheres

    Gostar

    Comentar por mmmmmmmmmm — Quinta-feira, 15 Novembro 2007 @ 2:34 pm | Responder

  6. “Realmente”

    Porque faz críticas justificadas e argumentadas?

    mmmmmm…

    Gostar

    Comentar por fenéco — Sexta-feira, 16 Novembro 2007 @ 11:17 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: