perspectivas

Domingo, 23 Dezembro 2012

Entrevista de Artur Baptista da Silva à TSF

Uma equipa de sete economistas do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento passou o último ano a analisar as economias dos países do Sul da Europa e, no caso português, recomendam que o Governo inicie, de imediato, negociações para rever o memorando de entendimento com a “troika”, e renegociar uma fatia de 41% da dívida do país.

via Nações Unidas: Portugal deve renegociar já parte da dívida – TSF.

Eu moro num condomínio fechado de classe média, ou seja, não é um condomínio de luxo, embora também não seja um edifício vulgar de apartamentos. Em Setembro deste ano foi despejada uma família por dívida ao Banco; ontem, vi outra família em mudanças, pela mesma razão. Ou seja, a classe média já começa a ficar pobre. Não se trata de especulação teórica ou política: eu constato esse facto pela minha própria experiência.
(more…)

Segunda-feira, 19 Novembro 2012

O “humor” de Bruno Nogueira

Filed under: A vida custa,ética,cultura,Esta gente vota,me®dia — orlando braga @ 6:16 pm
Tags:

Finalmente vejo alguém — que não eu – fazer um reparo ao “humor” de Bruno Nogueira.

Sexta-feira, 19 Março 2010

A tentativa de politizar a educação das nossas crianças

Hoje ouvi na TSF o Sr. Albino Almeida, da Associação Nacional de Pais (ANP), em bicos-de-pés a defender o seu tacho que depende da confusão que ele próprio faz ― e fomenta na opinião pública ― entre a educação, que é essencialmente pré-política, e a política propriamente dita (a política como sendo a esfera dos assuntos humanos na pólis dos adultos). Os pais e educadores portugueses já não aturam mais as tentativas do Sr. Albino Almeida em politizar a educação das nossas crianças à custa de interesses privados e de privilégios que essa actividade política inadequada significa para o sistema de educação.

A intervenção do Sr. Albino Almeida na TSF veio a a propósito da revisão do estatuto do aluno que a ministra da educação (muito bem!) decidiu implementar tendo em vista o controlo (e não a eliminação, porque é impossível eliminar totalmente o fenómeno) do bullying. O Sr. Almeida veio com o papão do “tribunal de menores” como uma ameaça aos pais que não participam activamente na ANP, reforçando assim o poder político do Sr. Albino Almeida e os seus privilégios e prebendas decorrentes politização da educação quando esta é pré-política.
(more…)

Sexta-feira, 12 Março 2010

Conservadorismo e a política (2)

Ouvi hoje na TSF que um grupo de mulheres de Coimbra, que se dizem “teólogas feministas”, defendem a ideia de que “só existirá igualdade entre homens e mulheres quando uma mulher foi eleita Papa” (sic). A TSF dá-se ao trabalho de fazer uma grande cobertura do movimento das “teólogas feministas” ― o que vindo desta estação de rádio não me surpreende nada. Se alguém disser a essas “teólogas feministas” que só existirá igualdade entre um homem e uma mulher quando um homem conseguir engravidar e parir, naturalmente que a resposta das ditas será o óbvio: o engravidar e parir é característica natural das mulheres. Por isso, o homem nunca conseguirá ser igual à mulher. Mas segundo as mesmas senhoras, “a mulher tem que ser igual ao homem”.

Minerva apartando Marte (Tintoretto)

Isto significa que o feminismo reconhece na mulher características naturais únicas enquanto não as reconhece nos homens: segundo essas senhoras, tudo aquilo que é possível ser feito pelos homens pode ser feito pelas mulheres, enquanto há coisas que as mulheres podem fazer que os homens não podem. Em resultado deste raciocínio, a mulher passa a ser considerada superior ao homem.

O feminismo é a afirmação da superioridade da mulher em função de um estúpido complexo de inferioridade. Uma mulher normal não tem que se sentir inferior por ser diferente (e não igual ao homem). Sendo diferente, os seus papéis sociais assumem nuances pelo menos diferentes em algumas áreas da sociedade e mesmo na política. A diferença não significa inferioridade de qualquer das partes diferentes entre si. Em consequência disto, a teologia e o feminismo são incompatíveis, pelo que só um grupo de burras poderia sequer pensar em conciliar os dois conceitos.

No artigo anterior mencionei o facto de uma das características das religiões políticas decorrentes do Iluminismo é a tentativa desbragada e ilógica de separar os símbolos da experiência humana concreta. Este caso das “teólogas feministas” é um bom exemplo desse tipo de racionalização que desemboca sistematicamente em um delírio interpretativo: partindo de um facto concreto que é o de que a mulher e o homem são realmente diferentes, e assumindo depois, já em delírio de interpretação, que essa diferença é sinónimo de inferioridade ou de superioridade de uma das partes, constrói-se um “filme” por via da racionalização (masturbação mental) que separa o homem e a mulher da estrutura concreta da realidade tal qual a natureza nos impõe. Uma das características da mente gnóstica ou revolucionária, é a recusa obstinada da realidade tal qual ela se nos apresenta ― o que leva à tentativa injustificável de justificação de todo o tipo de comportamentos.

O facto de só um homem poder chegar a Papa está relacionado com o facto de Jesus Cristo ter escolhido apenas homens para seus apóstolos, o que não significa que não existam outras funções que a mulher pode e deve desempenhar na Igreja.

A ler:

Terça-feira, 22 Julho 2008

Emídio Rangel estava errado?

Filed under: Sociedade — orlando braga @ 12:19 am
Tags: , , , ,

Pelo que se pode ver, os portugueses não apreciam emissoras de rádio com muita informação: as 4 estações de rádio com mais audiência privilegiam a música. A TSF vem em 5º lugar, apenas com 4,5% de share.

Sexta-feira, 26 Outubro 2007

A nova religião

Hoje ouvi o Fernando Alves na TSF a falar fervorosamente a favor da luta contra o “Aquecimento Global” e, naturalmente e como não podia deixar de ser, contra o Bush “ultra-conservador” e enaltecendo o Al Gore “libertário”.

Eu também não gosto do Bush pelas mesmas razões de que não gosto de Al Gore: não gosto que me façam de parvo.
(more…)

The Rubric Theme. Create a free website or blog at WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 492 outros seguidores