perspectivas

Sábado, 25 Agosto 2012

O que eu penso acerca da privatização da RTP segundo a ‘lebre’ António Borges

Filed under: A vida custa,Política,Portugal — orlando braga @ 7:26 am
Tags:

Quando acabar esta legislatura, vamos ver o Miguel Relvas ir para Nova Iorque estudar Etnologia Comparada e Maçónica, e Passos Coelho ir para Berlim, para junto da Angela Merkel, estudar Semiótica e Anatomia do Pânico.

As pessoas ainda não compreenderam que os políticos portugueses vão para os governos para depois ir estudar. Eles adoram estudar no estrangeiro depois de saírem do governo, como aconteceu com José Sócrates que foi estudar filosofia para Paris.

Quarta-feira, 21 Março 2012

Sobre o FC Porto e Benfica desta época

Filed under: FCP,Futebol,me®dia — orlando braga @ 6:54 am
Tags: , , , , ,
  • Se o FC Porto beneficiou de um erro do árbitro que teve influência no resultado final, no jogo Benfica 2 – FC Porto 3 de há uma semana atrás e para o campeonato; em contraponto, o Benfica beneficiou ontem, no jogo para a Taça da Liga Benfica 3 – FC Porto 2, de um erro do árbitro que garantiu a vitória do Benfica. Porém, não vemos agora, nos me®dia, o mesmo alarido vermelhusco que vimos nas pantalhas e nas parangonas de há uma semana.
  • A dualidade de critérios da comunicação social — vulgo, “me®dia” — no tratamento das notícias do futebol, é vergonhosa, porque se trata de uma dualidade de critérios noticiosa aplicada a todos os clubes e favorecendo o Benfica. A RTP é o canal de televisão mais comedido no enviesamento noticioso vermelhusco, mas a TVI é embotada de vermelho e a SIC já é uma vergonha! [nem sei como o Guilherme Aguiar ainda está presente no programa “O Dia Seguinte”].
  • A grande vantagem do Benfica sobre o FC Porto é o treinador; a diferença de qualidade entre ambos os treinadores é notória. De resto, o FC Porto, em geral, tem os melhores jogadores, mas o Benfica consegue ter uma melhor equipa devido ao melhor treinador que tem. Se o Benfica for campeão este ano, esse facto dever-se-á ao demérito do treinador do FC Porto e ao mérito do treinador do Benfica.

Quarta-feira, 25 Janeiro 2012

Sobre a polémica RDP versus Raquel Freire

Em primeiro lugar, não devemos confundir [como faz o jornal Público] o caso Pedro Rosa Mendes com o caso Raquel Freire. O Público esteve muito mal nesta mistela.

Depois, também eu achei muito estranho que a RTP emitisse em directo um programa com as características do Prós E Contras a partir de Angola. Não faz sentido, assim como não faria sentido que o dito programa fosse emitido, por exemplo, a partir do Japão que até é uma democracia. Não é pelo facto de Angola ter ou não algum défice democrático que justifica a minha crítica à emissão a partir deste país, mas antes pelo facto de o programa Prós E Contra ter determinadas características que o tornam eminentemente nacional e português.

A emissão em directo do Prós E Contras a partir de Angola vai contra o ADN do próprio programa tal qual o conhecemos desde há meia-dúzia de anos. Isto é um facto insofismável. Por isso, a emissão do programa a partir de Angola só pode ter tido razões excepcionais, nomeadamente, razões políticas.

Quando o jornalista Pedro Rosa Mendes critica a emissão do Prós E Contras a partir de Angola, não faz mais do que dizer aquilo que nos parece lógico pelas razões aduzidas acima. E isto significa que se a crítica de Pedro Mendes à RTP se resumiu e se justificou apenas pelo facto de Angola não ser alegadamente uma democracia plena, então o jornalista perdeu a razão, porque sempre existiram casos de emissões radiofónicas e televisivas portuguesas a partir de outros países que não dispõem de uma democracia.

O caso de Raquel Freire é diferente, porque se trata de alguém que não merece o nome de “jornalista”. Se no caso de Pedro Rosa Mendes se pode configurar um caso de um jornalista censurado, no caso de Raquel Freire trata-se de um caso de uma pseudo-jornalista afastada por incompetência, parcialidade por motivação política, e que já tinha sido sujeita a inúmeras queixas dos ouvintes da RDP.

Quarta-feira, 11 Janeiro 2012

A RTP e o hacordo hortográfico

Filed under: acordo ortográfico — orlando braga @ 10:56 pm
Tags:

Clique na imagem

Adenda:

Anterior ao hacordo hortográfico:

«Não me pélo pelo pêlo de quem pára para desistir.»

Segundo o hacordo hortográfico:

«Não me pelo pelo pelo de quem para para desistir.»

Sexta-feira, 11 Novembro 2011

Grupo ‘teleguiado’ pelo governo do Pernalonga propõe reduzir informação na RTP

Filed under: cultura,Esta gente vota,Passos Coelho,Pernalonga — orlando braga @ 9:53 am
Tags: , , ,

“Três dos dez elementos que integravam o grupo de trabalho que o Governo nomeou para a definição do conceito de serviço público de comunicação social demitiram-se e já não assinam o documento que deverá ser entregue ao ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, na próxima segunda-feira (e não amanhã). Nesse documento, propõe-se a redução do peso da informação na televisão pública, o que provocou o último afastamento.”

via Grupo propõe reduzir informação na RTP – Media – PUBLICO.PT.

Custa-me dar razão a Horkheimer, porque o considero um dos pensadores mais cínicos (no sentido pejorativo do termo) do século XX. Porém, a verdade é que a política deste governo em relação à RTP parece seguir os cânones clássicos da “indústria cultural” destinada a assegurar uma mais ampla satisfação das massas (segundo Horkheimer), dentro da necessidade de um espírito de ascetismo burguês e de uma “ética de abnegação” que subordina o indivíduo às exigências e à disciplina da sociedade mercantil (leia-se, sociedade neoliberal).

Trocando por miúdos: este governo quer substituir a informação nos me®dia por programas de merda, tipo “Casa dos Segredos” e/ou outros reality shows. Ao governo do PSD do Pernalonga não interessa que as pessoas pensem. E não me admirava absolutamente nada que o Pernalonga passasse a censurar os blogues.

Adenda: Em nome da verdade:

“O grupo de trabalho para a definição do serviço público defende uma RTP sem publicidade, com pouca informação e sem um canal de notícias no cabo (a RTP Informação) e sem uma das três estações de rádio actuais. O relatório ontem entregue ao Governo por aquele grupo contradiz o Plano de Sustentabilidade Económica e Financeira da RTP, apresentado em Outubro, mas o PÚBLICO sabe que o Governo não está disposto a abrir mão da RTP Informação, embora refira, em comunicado, que as recomendações do grupo “servirão de base à definição, pelo Governo, de um conceito de serviço público”.

via Governo segura RTP Informação – Media – PUBLICO.PT.

Terça-feira, 11 Outubro 2011

A estúpida obsessão da RTP pelo Acordo Ortográfico

Filed under: acordo ortográfico — orlando braga @ 5:46 pm
Tags: ,

Clique na imagem

Em português, o C de faCto é pronunciado! Porra!

Segunda-feira, 14 Fevereiro 2011

A divulgação literária nos Estados Unidos

Filed under: cultura,Livros — orlando braga @ 10:34 am
Tags: , , , ,

Com a crise no Egipto, tenho prestado mais atenção à informação televisiva proveniente dos Estados Unidos — CNN, Fox News, NBC, CBS, etc. Não há praticamente nenhum programa de informação (vulgo “telejornal”) da TV americana que não anuncie a publicação de um qualquer novo livro. A cultura faz parte do dia-a-dia da comunicação social dos Estados Unidos — não é necessária a existência de programas de televisão culturais específicos e especializados para que um novo livro sobre um qualquer tema seja anunciado ao público.

Bem sei que não podemos comparar as produções literárias de Portugal e dos Estados Unidos. Porém, podemos comparar a cultura de divulgação livreira nos me®dia: raramente um novo livro em Portugal é assunto de telejornal, e é apenas divulgado em programas selectivos emitidos a altas horas da noite e que praticamente ninguém vê.

Domingo, 28 Novembro 2010

A RTP é uma empresa de mão-de-obra intensiva e “De Lux”

Filed under: A vida custa,Política,politicamente correcto,Portugal — orlando braga @ 1:36 pm
Tags:

A RTP é uma estação de televisão do Estado que tem 2.300 funcionários, e gasta anualmente 70 milhões de Euros em salários, a uma média de 30 mil euros / funcionário. Trata-se de uma empresa de mão-de-obra intensiva com salários de luxo, ao serviço da propaganda ideológica politicamente correcta.

(more…)

Domingo, 21 Novembro 2010

Pardon my French!

(more…)

Domingo, 20 Junho 2010

É preciso uma vassourada na RTP

Filed under: me®dia — orlando braga @ 11:54 am
Tags: , , ,

A RTP é um antro marxista e um sugadouro de dinheiros públicos. É urgente limpar a casa, mas de uma forma inteligente (como quem não quer a coisa). O serviço noticioso da RTP — principalmente a RTP2 — fala das coisas “para que não se diga que não se fala das coisas”, mas só fala das coisas nos aspectos que interessam — ou nos aspectos que causem o menos mossa possível — à ideologia vigente no antro.

Domingo, 27 Dezembro 2009

RTP 2

Filed under: Geral — orlando braga @ 9:28 pm
Tags: , , ,

A RTP2 vai precisar de uma limpeza, logo que José Sócrates for apeado do poleiro; mas deverá ser uma limpeza a fundo, como a que fazemos na Páscoa ― alguns trastes deverão ser literalmente deitados ao lixo (ou enviados para Espanha).

Terça-feira, 13 Outubro 2009

A promiscuidade entre a política e os me®dia

merdia

A promiscuidade entre a política e os me®dia ficou bem patente ontem no debate do “Prós e Contras”. Se o jornal Público se pôs a jeito em relação a um determinado tipo de “fontes”, o Diário de Notícias fez uma coisa extraordinária: publicou um email privado que tinha circulado entre dois jornalistas do jornal Público 17 meses antes ― email esse que terá chegado a diversos jornais oriundo de uma “fonte política” que não foi especificada no debate ―, aliando a existência desse email a uma notícia actual publicada pelo Público, e sugerindo aos leitores do DN a ligação lógica entre o dito email e a notícia de ano e meio depois.

(more…)

« Página anteriorPágina seguinte »

The Rubric Theme. Create a free website or blog at WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 490 outros seguidores