perspectivas

Quarta-feira, 21 Março 2012

Sobre o FC Porto e Benfica desta época

Filed under: FCP,Futebol,me®dia — orlando braga @ 6:54 am
Tags: , , , , ,
  • Se o FC Porto beneficiou de um erro do árbitro que teve influência no resultado final, no jogo Benfica 2 – FC Porto 3 de há uma semana atrás e para o campeonato; em contraponto, o Benfica beneficiou ontem, no jogo para a Taça da Liga Benfica 3 – FC Porto 2, de um erro do árbitro que garantiu a vitória do Benfica. Porém, não vemos agora, nos me®dia, o mesmo alarido vermelhusco que vimos nas pantalhas e nas parangonas de há uma semana.
  • A dualidade de critérios da comunicação social — vulgo, “me®dia” — no tratamento das notícias do futebol, é vergonhosa, porque se trata de uma dualidade de critérios noticiosa aplicada a todos os clubes e favorecendo o Benfica. A RTP é o canal de televisão mais comedido no enviesamento noticioso vermelhusco, mas a TVI é embotada de vermelho e a SIC já é uma vergonha! [nem sei como o Guilherme Aguiar ainda está presente no programa “O Dia Seguinte”].
  • A grande vantagem do Benfica sobre o FC Porto é o treinador; a diferença de qualidade entre ambos os treinadores é notória. De resto, o FC Porto, em geral, tem os melhores jogadores, mas o Benfica consegue ter uma melhor equipa devido ao melhor treinador que tem. Se o Benfica for campeão este ano, esse facto dever-se-á ao demérito do treinador do FC Porto e ao mérito do treinador do Benfica.

Quarta-feira, 25 Janeiro 2012

Sobre a polémica RDP versus Raquel Freire

Em primeiro lugar, não devemos confundir [como faz o jornal Público] o caso Pedro Rosa Mendes com o caso Raquel Freire. O Público esteve muito mal nesta mistela.

Depois, também eu achei muito estranho que a RTP emitisse em directo um programa com as características do Prós E Contras a partir de Angola. Não faz sentido, assim como não faria sentido que o dito programa fosse emitido, por exemplo, a partir do Japão que até é uma democracia. Não é pelo facto de Angola ter ou não algum défice democrático que justifica a minha crítica à emissão a partir deste país, mas antes pelo facto de o programa Prós E Contra ter determinadas características que o tornam eminentemente nacional e português.

A emissão em directo do Prós E Contras a partir de Angola vai contra o ADN do próprio programa tal qual o conhecemos desde há meia-dúzia de anos. Isto é um facto insofismável. Por isso, a emissão do programa a partir de Angola só pode ter tido razões excepcionais, nomeadamente, razões políticas.

Quando o jornalista Pedro Rosa Mendes critica a emissão do Prós E Contras a partir de Angola, não faz mais do que dizer aquilo que nos parece lógico pelas razões aduzidas acima. E isto significa que se a crítica de Pedro Mendes à RTP se resumiu e se justificou apenas pelo facto de Angola não ser alegadamente uma democracia plena, então o jornalista perdeu a razão, porque sempre existiram casos de emissões radiofónicas e televisivas portuguesas a partir de outros países que não dispõem de uma democracia.

O caso de Raquel Freire é diferente, porque se trata de alguém que não merece o nome de “jornalista”. Se no caso de Pedro Rosa Mendes se pode configurar um caso de um jornalista censurado, no caso de Raquel Freire trata-se de um caso de uma pseudo-jornalista afastada por incompetência, parcialidade por motivação política, e que já tinha sido sujeita a inúmeras queixas dos ouvintes da RDP.

Quarta-feira, 11 Janeiro 2012

A RTP e o hacordo hortográfico

Filed under: acordo ortográfico — orlando braga @ 10:56 pm
Tags:

Clique na imagem

Adenda:

Anterior ao hacordo hortográfico:

«Não me pélo pelo pêlo de quem pára para desistir.»

Segundo o hacordo hortográfico:

«Não me pelo pelo pelo de quem para para desistir.»

Sexta-feira, 11 Novembro 2011

Grupo ‘teleguiado’ pelo governo do Pernalonga propõe reduzir informação na RTP

Filed under: cultura,Esta gente vota,Passos Coelho,Pernalonga — orlando braga @ 9:53 am
Tags: , , ,

“Três dos dez elementos que integravam o grupo de trabalho que o Governo nomeou para a definição do conceito de serviço público de comunicação social demitiram-se e já não assinam o documento que deverá ser entregue ao ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, na próxima segunda-feira (e não amanhã). Nesse documento, propõe-se a redução do peso da informação na televisão pública, o que provocou o último afastamento.”

via Grupo propõe reduzir informação na RTP – Media – PUBLICO.PT.

Custa-me dar razão a Horkheimer, porque o considero um dos pensadores mais cínicos (no sentido pejorativo do termo) do século XX. Porém, a verdade é que a política deste governo em relação à RTP parece seguir os cânones clássicos da “indústria cultural” destinada a assegurar uma mais ampla satisfação das massas (segundo Horkheimer), dentro da necessidade de um espírito de ascetismo burguês e de uma “ética de abnegação” que subordina o indivíduo às exigências e à disciplina da sociedade mercantil (leia-se, sociedade neoliberal).

Trocando por miúdos: este governo quer substituir a informação nos me®dia por programas de merda, tipo “Casa dos Segredos” e/ou outros reality shows. Ao governo do PSD do Pernalonga não interessa que as pessoas pensem. E não me admirava absolutamente nada que o Pernalonga passasse a censurar os blogues.

Adenda: Em nome da verdade:

“O grupo de trabalho para a definição do serviço público defende uma RTP sem publicidade, com pouca informação e sem um canal de notícias no cabo (a RTP Informação) e sem uma das três estações de rádio actuais. O relatório ontem entregue ao Governo por aquele grupo contradiz o Plano de Sustentabilidade Económica e Financeira da RTP, apresentado em Outubro, mas o PÚBLICO sabe que o Governo não está disposto a abrir mão da RTP Informação, embora refira, em comunicado, que as recomendações do grupo “servirão de base à definição, pelo Governo, de um conceito de serviço público”.

via Governo segura RTP Informação – Media – PUBLICO.PT.

Terça-feira, 11 Outubro 2011

A estúpida obsessão da RTP pelo Acordo Ortográfico

Filed under: acordo ortográfico — orlando braga @ 5:46 pm
Tags: ,

Clique na imagem

Em português, o C de faCto é pronunciado! Porra!

Segunda-feira, 14 Fevereiro 2011

A divulgação literária nos Estados Unidos

Filed under: cultura,Livros — orlando braga @ 10:34 am
Tags: , , , ,

Com a crise no Egipto, tenho prestado mais atenção à informação televisiva proveniente dos Estados Unidos — CNN, Fox News, NBC, CBS, etc. Não há praticamente nenhum programa de informação (vulgo “telejornal”) da TV americana que não anuncie a publicação de um qualquer novo livro. A cultura faz parte do dia-a-dia da comunicação social dos Estados Unidos — não é necessária a existência de programas de televisão culturais específicos e especializados para que um novo livro sobre um qualquer tema seja anunciado ao público.

Bem sei que não podemos comparar as produções literárias de Portugal e dos Estados Unidos. Porém, podemos comparar a cultura de divulgação livreira nos me®dia: raramente um novo livro em Portugal é assunto de telejornal, e é apenas divulgado em programas selectivos emitidos a altas horas da noite e que praticamente ninguém vê.

Domingo, 28 Novembro 2010

A RTP é uma empresa de mão-de-obra intensiva e “De Lux”

Filed under: A vida custa,Política,politicamente correcto,Portugal — orlando braga @ 1:36 pm
Tags:

A RTP é uma estação de televisão do Estado que tem 2.300 funcionários, e gasta anualmente 70 milhões de Euros em salários, a uma média de 30 mil euros / funcionário. Trata-se de uma empresa de mão-de-obra intensiva com salários de luxo, ao serviço da propaganda ideológica politicamente correcta.

(more…)

Domingo, 21 Novembro 2010

Pardon my French!

(more…)

Domingo, 20 Junho 2010

É preciso uma vassourada na RTP

Filed under: me®dia — orlando braga @ 11:54 am
Tags: , , ,

A RTP é um antro marxista e um sugadouro de dinheiros públicos. É urgente limpar a casa, mas de uma forma inteligente (como quem não quer a coisa). O serviço noticioso da RTP — principalmente a RTP2 — fala das coisas “para que não se diga que não se fala das coisas”, mas só fala das coisas nos aspectos que interessam — ou nos aspectos que causem o menos mossa possível — à ideologia vigente no antro.

Domingo, 27 Dezembro 2009

RTP 2

Filed under: Geral — orlando braga @ 9:28 pm
Tags: , , ,

A RTP2 vai precisar de uma limpeza, logo que José Sócrates for apeado do poleiro; mas deverá ser uma limpeza a fundo, como a que fazemos na Páscoa ― alguns trastes deverão ser literalmente deitados ao lixo (ou enviados para Espanha).

Terça-feira, 13 Outubro 2009

A promiscuidade entre a política e os me®dia

merdia

A promiscuidade entre a política e os me®dia ficou bem patente ontem no debate do “Prós e Contras”. Se o jornal Público se pôs a jeito em relação a um determinado tipo de “fontes”, o Diário de Notícias fez uma coisa extraordinária: publicou um email privado que tinha circulado entre dois jornalistas do jornal Público 17 meses antes ― email esse que terá chegado a diversos jornais oriundo de uma “fonte política” que não foi especificada no debate ―, aliando a existência desse email a uma notícia actual publicada pelo Público, e sugerindo aos leitores do DN a ligação lógica entre o dito email e a notícia de ano e meio depois.

(more…)

Quarta-feira, 7 Outubro 2009

RTP 2

Filed under: me®dia,Política — orlando braga @ 9:36 am
Tags: , , ,

É bom que alguém tenha o cuidado de fazer o inventário das responsabilidades pessoais em relação aos conteúdos do canal 2 da RTP, em especial em relação ao Jornal da Noite que se emite a partir das 22 horas. O enviesamento político radical de esquerda nos conteúdos, e o jornalismo tendencioso é de tal ordem nesse canal de televisão do Estado, que esse inventário político é uma necessidade para que uma limpeza ideológica possa ser realizada no futuro.

« Página anteriorPágina seguinte »

The Rubric Theme Blog em WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 447 outros seguidores