perspectivas

Terça-feira, 30 Outubro 2012

O neonazismo progressista que se apodera da Europa

Schoolgirls as young as 13 are being given birth control injections and implants without their parents’ knowledge during their lunch break.

Over the past two years school nurses have administered implants and injections to girls between the ages of 13 and 16 more than 900 times.

And a further 7,400 girls aged 15 or under were given the contraceptives at family planning clinics.

via Schoolgirls, 13, given birth control jabs during lunch | News | The Christian Institute.

É óbvio que a História não se repete de uma forma literal. Portanto, o termo neonazismo é aqui utilizado em sentido figurado; tem apenas um valor simbólico. Mas o que se repete agora são as engenharias sociais de carácter eugenista: anéticas e socialistas.

Hoje, todos os partidos políticos, por essa Europa fora, ou são socialistas, ou são literalmente controlados pelos socialistas. É o exemplo do governo dito “conservador” de David Cameron, que é nada mais do que um títere e de um oportunista político. Um governo conservador não pode, por princípio, apoiar uma política eugénica de esterilização de raparigas de 13 ou 14 anos, como está hoje a acontecer sob os auspícios do governo “conservador” britânico.

Ao longo do século XX verificamos que as políticas de esterilização em massa e as políticas eugénicas (baseadas numa determinada interpretação política do darwinismo) sempre fizeram parte do ideário dos movimentos socialistas (partido nazi alemão, os partidos socialistas e comunistas em todo o mundo, as elites progressistas e socialistas de que faziam parte, por exemplo, personalidades como Margaret Sanger ou George Bernard Shaw), por um lado, e por outro lado, essas políticas sempre foram apoiadas financeira e politicamente pela plutocracia internacional.

Durante todo o século XX e até hoje, os mais ricos do mundo fizeram um pacto com a Esquerda, no que diz respeito às políticas de esterilização em massa e às políticas eugénicas — embora por razões de princípio diferentes. Esse pacto verificou-se na comunhão de ideias, por exemplo, entre o plutocrata Henry Ford, Margaret Sanger ou George Bernard Shaw, e Hitler: todos eles estavam de acordo em relação à necessidade de políticas de esterilização em massa e eugénicas.

Os plutocratas agem por uma questão de interesse próprio: não querem partilhar recursos. A Esquerda age mediante a assimilação de alguns mitos e princípios errados ou eticamente questionáveis, a ver:

Contra este estado de coisas, só há um caminho: a utilização da força bruta. Nada mais parará esta tendência, porque estamos em presença de pessoas fanáticas que acreditam nessas políticas eugénicas como se de uma religião se tratasse.

About these ads

Deixe um comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed para os comentários a este artigo. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Theme: Rubric. Get a free blog at WordPress.com

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 505 outros seguidores