perspectivas

Sábado, 27 Outubro 2012

O CDS/PP é diferente do PSD do Pernalonga no corte da despesa

Se perguntarmos ao João Miranda se — para cortar na despesa — o aborto deve ser gratuito nos hospitais públicos, ou se uma mulher reformada que foi agredida na rua deve pagar taxa moderadora de 109 Euros na urgência do hospital — muito provavelmente o Miranda não estaria com meias medidas no corte da despesa: “PQP a velha!, porque sem preservativo é que é bom!”

É nestas incongruências que o Miranda e toda a tropa bovinotécnica do Blasfémias perdem a razão: dizem eles que “querem cortar na despesa”, mas apenas naquilo que dá jeito ao lóbi económico, ideológico e político que essa tropa fandanga representa na blogosfera.

O exemplo da reformada pagante e do aborto gratuito é apenas um entre muitos em que as opções políticas e ideológicas nos cortes nas despesas distinguem o PSD do Pernalonga do CDS/PP.

About these ads

Deixe um comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed para os comentários a este artigo. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

The Rubric Theme. Create a free website or blog at WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 497 outros seguidores