perspectivas

Sexta-feira, 21 Setembro 2012

Dizem que Jesus Cristo era casado e que subiu ao céu dentro de um disco-voador

Filed under: cultura,Esta gente vota,feminismo,me®dia,politicamente correcto,Ut Edita — orlando braga @ 2:16 pm

CAMBRIDGE, Mass. — A historian of early Christianity at Harvard Divinity School has identified a scrap of papyrus that she says was written in Coptic in the fourth century and contains a phrase never seen in any piece of Scripture: “Jesus said to them, ‘My wife …’”

via Logos: Stop the presses! Jesus was married! Oh no! – by By Carl E. Olson.

No evangelho apócrifo segundo Judas (também escrito em língua copta) , descoberto ainda há pouco tempo nas areias do deserto egípcio, está lá escrito, preto no branco, que Jesus Cristo fez tudo para ser crucificado; ou seja, o evangelho segundo Judas conclui que Jesus Cristo se suicidou, ou que a sua crucificação foi estrategicamente preparada por Ele próprio.

Este é um exemplo de como o relato primordial acerca de uma pessoa e da sua vida pode ser interpretada de forma subjectivista, e cada interpretação é uma teoria [“quem conta um conto, acrescenta um ponto”, diz o povo]. Porém, o que uma cientista [Karen L. King] não pode fazer é esconder ou escamotear os factos — neste caso, factos históricos — para afirmar publicamente como “científica” a sua própria ideologia ou mundividência privada.


O que mais existiu nos primeiros séculos que se seguiram à crucificação de Jesus Cristo, foram seitas cristãs; e foram tantas que podemos dizer que cada comunidade local cristã se transformou em seita — e daí a necessidade que os apóstolos de Jesus Cristo tiveram, nomeadamente S. Paulo, em escrever as epístolas às diversas comunidades cristãs do mundo romano de antanho, no sentido de esclarecer as populações sobre a verdadeira vida de Jesus Cristo.

Mas nem assim essas seitas cripto-cristãs deixaram de proliferar como cogumelos em terreno húmido da decadência romana e pagã, e muitas delas eram seitas cristãs gnósticas influenciadas, por exemplo, pelo maniqueísmo (do persa Mani), ou pela “religião dos mistérios”, ou pela religião de Ísis muito em voga no império romano.

Algumas dessas seitas cripto-cristãs sobreviveram a oriente e entraram na Europa ocidental já no segundo milénio, como foi o caso dos cátaros ou albigenses. A forma como os cátaros interpretaram a vida de Jesus Cristo é bastante diferente dos factos relatados não só nos evangelhos, mas sobretudo dos factos relatados pela pessoa mais próxima, no tempo e no espaço, de Jesus Cristo: S. Paulo. Em termos de historiografia, S. Paulo acaba por ser mais importante do que os evangelhos.

Portanto, é tão credível a tese do papiro da feminista Karen L. King segundo a qual Jesus Cristo tinha uma mulher, como é credível a tese do evangelho de Judas segundo a qual Jesus Cristo se suicidou, como é credível a interpretação que os cátaros fizeram da vida de Jesus Cristo, e como é credível, por exemplo, a tese contemporânea que eu vi no canal História, segundo a qual Jesus Cristo era um extraterrestre que subiu ao espaço sideral dentro de um disco-voador.

¡ Valha-nos Deus !


“No es la primera vez que se intenta poner en duda la veracidad de los Evangelios presentando documentos apócrifos de inspiración gnóstica.”

via El Vaticano y diversos expertos no creen en la autenticidad del papiro «Jesús casado» – ReL.

About these ads

1 Comentário »

  1. Os diversos comentaristas da gnose, de diversas correntes politicas, são quase unanimes ao afirmar que o evangelho apócrifo de judas é o predileto dos gnósticos.

    Comentário por Marcelo R. Rodrigues — Sexta-feira, 21 Setembro 2012 @ 11:27 pm | Responder


RSS feed para os comentários a este artigo. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Theme: Rubric. Get a free blog at WordPress.com

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 509 outros seguidores