perspectivas

Quarta-feira, 23 Maio 2012

Uma comparação PIB/demografia entre os Estados Unidos e a União Europeia

Filed under: Europa — orlando braga @ 10:42 am
Tags: ,

Gostaria de chamar a vossa atenção para estes dois sítios: 1) a lista do PIB per capita dos estados federais americanos, e 2) a lista do PIB per capita dos países da União Europeia, embora os números sejam anteriores à crise económica e financeira actual.

O estado federal americano mais populoso é a Califórnia com 37 milhões de habitantes. A seguir vem o Texas com 25 milhões, Nova Iorque com 20 milhões, a Florida com 19 milhões, o Illinois e a Pennsylvania com 13 milhões, Ohio com 12 milhões. Todos os restantes estados americanos têm menos de 10 milhões de habitantes, e existem mesmo estados com menos de 1 milhão de habitantes, como por exemplo, Delaware, Dakota do Sul, Dakota do Norte, Alasca, Wyoming e Vermont.

O país mais populoso da União Europeia é a Alemanha, com cerca de 90 milhões de habitantes; e, com a excepção da ilha de Malta, da ilha de Chipre, e do Luxemburgo, todos os outros países da União Europeia ou zona Euro têm mais de 4 milhões de habitantes.

A Alemanha tem um PIB per capita de 44 mil dólares, o que é comparável ao estado americano do Oregon, que está na posição 27 entre os estados americanos. O país da zona Euro com maior PIB per capita — com excepção do Luxemburgo, que é um caso especial — é a Holanda, com 51 mil dólares, comparando-se ao estado americano da Califórnia.

Os países da Europa com maior PIB per capita — a Suécia, a Noruega, a Suíça, e a Dinamarca — estão fora do Euro.

A assimetria populacional é maior entre os países da União Europeia do que nos estados federais dos Estados Unidos. A população americana distribui-se mais homogeneamente pelos diferentes estados do que acontece no conjunto dos países da União Europeia. Se exceptuarmos os estados da Califórnia, Nova Iorque, Texas, e Florida, todos os restantes 48 estados americanos aproximam-se uns dos outros no que respeita ao peso relativo da população no conjunto nacional.

Para além das questões culturais e das diferenças linguísticas, a heterogeneidade da distribuição populacional nos países da União Europeia é um obstáculo sério à formação de uma federação europeia. Na Europa do Euro existem países enormes, do ponto de vista da população, como por exemplo, a Alemanha (~ 90 milhões), a França (~ 70 milhões), a Itália (~ 60 milhões); e países relativamente muito mais pequenos, como a Irlanda, Portugal ou a Grécia.

Os países mais populosos da zona Euro, e da União Europeia em geral, entram óbvia e naturalmente numa lógica de competição, em vez de entrarem numa lógica de aglutinação — exactamente por serem países populosos. Nos Estados Unidos, essa lógica de competição entre estados é atenuada, porque para além de existirem 52 estados federais [na União Europeia só existem 27 países], os três estados mais populosos andam na casa dos 20 milhões [com excepção da Califórnia].

A constituição de uma União Europeia politicamente federada vai contra uma série de “probabilidades pesadas” em sentido contrário ao desejo das elites.

About these ads

Deixe um comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed para os comentários a este artigo. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Theme: Rubric. Get a free blog at WordPress.com

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 509 outros seguidores