perspectivas

Sexta-feira, 19 Dezembro 2008

Diferença entre o “belo” e o “agradável” (2)

Filed under: cultura — orlando braga @ 5:19 pm
Tags: , , , , , ,

Catarina Furtado é um subproduto da cultura de cabaré em que vivemos (e da economia de casino), em que é importante uma “coquette” que se meneia em palco, em poses estudadas a gosto dos “arregaças” inveterados deste país e dos “abafa-palhinhas” que suspiram frente à pantalha por não serem como ela ― isto é, prefere-se uma ideia de “agradável instintivo” que transparece artificialmente, ao “belo” propriamente dito.

Neste caso, o juízo do gosto é imposto à maioria como instrumento de manipulação social (como teorizou Pierre Bourdieu), e neste sentido, dizer que são de bom-gosto as poses de galdéria televisiva (disclaimer: não quero dizer que a CF o seja, intrinsecamente; o que quero dizer é que ela utiliza as “poses”, por conveniência profissional) é o mesmo que afirmar a sua pertença a um “mainstream” social e cultural (construído pela elite e destacado da realidade sociológica) ou ao desejo de lhe pertencer. E por isso, ninguém se atreve a pôr em causa o critério cultural de “casa-de-alterne” a que assistimos nos nossos me®dia socretinos pagos por todos os contribuintes.

Imagem daqui

Imagem daqui

No programa de ontem da RTP sobre a diversidade étnica e cultural, ficaria melhor ― pela sua substância intelectual e coerência política ― uma Diana Andringa (por exemplo, e entre outras; estou à vontade para falar porque não coincido ideologicamente com ela) a apresentá-lo, mas esta não tem ar de “pin-up” de Moulin Rouge, e por isso não cativa a audiência do macho básico português e das fêmeas com um só neurónio que gostariam de ser como a Catarina Furtado quando “forem grandes”.

Notem bem: não existe aqui, da minha parte, um excesso de moralismo, mas a tentativa de racionalizar a questão. Um programa de televisão não tem que ser sempre e necessariamente apresentado por alguém que se comporta como desfilando constantemente numa “passerelle” ― dependendo do tipo de programas: um telejornal não tem que ser necessariamente apresentado por uma ninfeta com as mamas ao léu (pode ser uma boa ideia para Sócrates: às páginas tantas, o Zé Povinho já não ouvia as notícias da crise), ou um programa cultural não tem que ser necessariamente apresentado por alguém em poses de prostíbulo.

Há sempre um lugar adequado para cada coisa: haverá programas em “late night show” ― como os programas da TVI e da SIC que sacam a “massa” ao pessoal que telefona para lá ― que se adequariam aos meneios programados de sensualidade de bordel. Porém, um programa cultural não tem que ser sistematicamente enquadrado nos mesmos e sistémicos parâmetros da cultura de cabaré que a indústria cultural lisboeta e socretina nos impõe. Aquilo que é “agradável” ao instinto, não é necessariamente o “belo”, e sobretudo, não é racional.

Relacionado: Diferença entre o “belo” e o “agradável” (1)

About these ads

2 Comentários »

  1. “poses de galdéria”??? Oh, caramba, ando a perder algo tão bom só porque não suporto a propaganda sobre “diversidade” de que vem acompanhada!

    Eu gosto de ver os programas da Catarina, mas em MUTE.

    Comentário por fenéco — Sábado, 20 Dezembro 2008 @ 3:54 pm | Responder

    • Exactamente. Qualquer dia contratam o casting do Moulin Rouge para fazer
      uma campanha de sensibilização em relação às crianças que morrem de fome
      no mundo.

      Comentário por O. Braga — Sábado, 20 Dezembro 2008 @ 4:06 pm | Responder


RSS feed para os comentários a este artigo. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

The Rubric Theme. Create a free website or blog at WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 450 outros seguidores